Charles de Gaulle indemnização por voo atrasado

Segundo a regulamentação (EC) 261/2004 sobre os direitos dos passageiros aéreos, passageiros têm direito a receber até 600€ por voos atrasados, cancelados ou com overbooking.

Charles de Gaulle
IATA CDG
ICAO LFOG

Charles de Gaulle, também conhecido como Aeroporto de Roissy, é o maior aeroporto internacional da França e o segundo maior da Europa. Aberto em março de 1974, o Aeroporto Charles de Gaulle está situado numa zona que abrange várias communes, de 25 km (16 milhas) a nordeste de Paris. O Aeroporto de Charles de Gaulle serve como o principal centro da Air France e outras transportadoras de legado, bem como de cidade foco para transportadoras de baixo custo como a easyJet, Vueling e a Norwegian Air Shuttle.

Em 2018, o aeroporto movimentou 72 229 723 passageiros e 480 945 movimentos de aeronaves, tornando-o o décimo aeroporto mais movimentado do mundo e o segundo mais movimentado da Europa (a seguir ao aeroporto de Londres-Heathrow) em termos do número de passageiros.

Cidade: Paris
País: França

Charles de Gaulle indemnização por voo atrasado/cancelado/overbooking

Quando tem direito a uma indemnização?

  • Voo cancelado sem notificação prévia de 14 dias da companhia aérea;
  • Chegada do voo ao destino final com um atraso superior a 3 horas;
  • Recusa do embarque devido a overbooking;

O seu voo deve ser na UE:

O seu voo partiu de um aeroporto de um país da UE.

OU

O seu voo aterrou na UE:

O seu voo não teve origem na UE. No entanto, o voo era operado por uma transportadora registada na UE e aterrou num aeroporto na UE.

Quanto se pode receber de indemnização por voos perturbados em Charles de Gaulle?

A indemnização depende da distância do voo:

  • até 1 500 km ou menos: até 250€
  • entre 1 500 e 3 500 km: até 400€
  • mais de 3 500 km: até 600€

Quando é que não tem direito a uma indemnização?

Acidentes em Charles de Gaulle

Longe estão os dias da aviação em que uma cabana e um campo relvado eram suficientes para operar uma aeronave. Nos dias que correm, os aeroportos são estruturas vastas cheias de passageiros e funcionários. Por vezes, as coisas correm mal.

Nem o aeroporto nem a companhia podem ser responsabilizados se o voo tiver sofrido perturbações pela guerra ou crise política. Também não conseguem controlar ações terroristas. Ao mesmo tempo, é difícil prever quando o equipamento sensível do aeroporto se possa avariar. Normalmente, uma aterragem atabalhoada pode danificar as luzes e as marcações da pista, mas também podem haver outros acidentes.

O Regulamento (EC) 261/2005 estipula que tais acidentes relacionados com operações do aerporto estão fora do controlo das companhias aéreas. Assim, não tem direito a uma indemnização. No entanto, isso não significa que a companhia não deva cuidar de si!

Greves em Charles de Gaulle

O aeroporto emprega muita gente. Isso não significa que todos estejam satisfeitos com as suas condições de trabalho! Como tal, qualquer aeroporto pode ver as suas operações interrompidas por uma greve – e isto significa perturbações nos seus voos.

As greves dos controladores de tráfego aéreo são provavelmente as piores, pois podem afetar voos não só no aeroporto, mas também os que voem na proximidade. No entanto, vimos recentemente vários tipos de greves, desde manuseadores de bagagem a funcionários de segurança.

O Regulamento (EC) 261/2004 estipula que as greves dos funcionários do aeroporto estão fora do controlo das companhias aéreas. Como resultado, um voo atrasado ou cancelado por este motivo não é elegível a receber uma indemnização.

Condições climáticas adversas em Charles de Gaulle

Pode ter havido grandes avanços nas aeronaves, mas continuam a não ser imunes as condições climáticas. Assim, um clima adverso pode resultar em atrasos e cancelamentos diretos. Isto pode acontecer no inverno, quando a neve pode dar cabo dos planos todos.

A velocidade do vento e a visibilidade estão entre os culpados mais comuns das perturbações causadas por mau tempol. E apenas porque o céu está limpo no aeroporto não significa que não esteja terrível no destino. Se o aeoporto para onde está a tentar voar informar que o clima não está apropriado para um voo, a companhia aérea não pode fazer nada senão atrasar ou cancelar o voo.

Como as companhias não podem controlar o tempo, o Regulamento (EC) 261/2004 estipula que não são responsáveis por perturbações nos voos que resultam nestes casos.

Charles de Gaulle Notícias relacionadas

Veja tudo o que se passa com Charles de Gaulle Notícias


Warning: usort() expects parameter 1 to be array, null given in /var/www/html/releases/261/wp-content/themes/sc/dynamic.php on line 680

Warning: array_slice() expects parameter 1 to be array, null given in /var/www/html/releases/261/wp-content/themes/sc/dynamic.php on line 681

O seu voo sofreu perturbações?

Transforme o seu voo atrasado, cancelado ou com overbooking numa indemnização de até 600€!